TOTVS

Relações com Investidores

ENG

Comitê de Governança e Indicação

 

Membros do Comitê

       Nome Posição
Laércio José de Lucena Cosentino Coordenador
Nos últimos 5 anos o Sr. Cosentino atuou como Presidente do Conselho e Presidente da TOTVS. Fundou a TOTVS em 1983 e anteriormente, foi diretor da SIGA entre 1978 e 1983. O executivo é autor de diversos livros, como “Dbase II e III”, “Windows”, “Brasil não é Risco é Oportunidade” e “Genoma Empresarial”. É Membro do Conselho Deliberativo da Associação Brasileira de Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom), membro do Conselho Administrativo do Instituto Empreender Endeavor, presidente do conselho da Mendelics, membro do Conselho da BM&FBovespa, dentre outras atividades. Sua formação acadêmica é em Engenharia Elétrica pela Escola Politécnica de Engenharia da Universidade de São Paulo.
Gilberto Mifano Membro do Comitê
O Sr. Gilberto é formado em Administração pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas (1972). Atualmente, o Sr. Gilberto atua como Conselheiro da Cielo S.A, além de ser membro dos Comitês Auditoria e de Finanças e Pessoas, Conselheiro da Ambar, Conselheiro e Membro do Comitê de Auditoria da Natura S.A., Conselheiro consultivo da Pragma Gestão de Patrimônio, Conselheiro consultivo da Pacaembu Empreendimentos e Construções Ltda. Conselheiro Fiscal do Instituto Arapyaú de Educação e Desenvolvimento Sustentável, Conselheiro Fiscal do CIEB e do Fundo Patrimonial Amigos da Poli. Nos últimos 5 anos atuou como Conselheiro, Vice-presidente e Presidente do Conselho de Administração do IBGC - Instituto Brasileiro de Governança Corporativa; Conselheiro Independente da SEB Educacional S/A; Conselheiro Independente da Baterias Moura S/A e Conselheiro Independente da Isolux Infraestructure S/A. Antes disso, entre 1994 a 2009, o Sr. Gilberto atuou como CEO da BOVESPA - Bolsa de Valores de So Paulo e da CBLC - Cia Brasileira de Liquidação e Custódia.
Mauro Gentile Rodrigues da Cunha Membro do Comitê
O Sr. Mauro Gentile Rodrigues da Cunha é Presidente da AMEC – Associação dos Investidores no Mercado de Capitais desde abril de 2012 e Conselheiro da BR Malls. Antes disso, foi gestor da Opus Investimentos Ltda. no Rio de Janeiro de outubro de 2010 a março de 2012. Em São Paulo, foi presidente do Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBGC no período de maio de 2008 a abril de 2010 e conselheiro de maio de 2003 a abril de 2008, tendo sido seu representante no Brasil e no exterior. Foi sócio sênior e diretor de Investimentos de Renda Variável da Mauá Investimentos Ltda. de julho de 2007 a setembro de 2010, diretor de Investimentos de Renda Variável da Franklin Templeton Investimentos (Brasil) Ltda. de março de 2006 a julho de 2007 e diretor de Investimentos da Bradesco Templeton Asset Management de agosto de 2001 a março de 2006. Registra passagens ainda pela Investidor Profissional, Morgan Stanley Asset Management, Deutsche Morgan Grenfell, Bank of America e Banco Pactual. Atualmente participa do Conselho de Administração da Usiminas, Par Corretora e CESP. Foi Conselheiro de Administração da Petrobras, BR Distribuidora e Trisul. É Chartered Financial Analyst – CFA desde 1997, MBA pela Escola de Graduação de Negócios da Universidade de Chicago (1998), e Bacharel em Economia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio (1992). Atua ainda como Professor de Governança Corporativa e consultor.

O Comitê de Governança e Indicação será composto por, no mínimo, 3 (três) membros, todos conselheiros, sendo, pelo menos, 2 (dois) conselheiros independentes.

São atribuições do Comitê de Governança e Indicação:

(i) Recomendar e acompanhar a adoção de práticas de boa governança corporativa, assim como a eficácia de seus processos, propondo atualizações e melhorias quando necessário;

(ii) Estabelecer os canais e processos para interação entre os acionistas de longo prazo da Companhia e o Conselho, especialmente no que tange às questões de estratégia, governança, remuneração, sucessão e formação do Conselho;

(iii) Selecionar e indicar ao Conselho pessoas que, atendidos os requisitos legais e as necessidades da Companhia, e ouvidas as partes interessadas relevantes, possam ser candidatas a integrar as chapas a serem aprovadas pelo Conselho - ou individualmente - para submissão à eleição pela Assembleia de Acionistas;

(iv) Selecionar e indicar ao Conselho pessoas que, atendidos os requisitos legais e as necessidades da Companhia, possam ser candidatas a integrar os Comitês;

(v) Selecionar e indicar ao Conselho pessoas para as posições de Conselheiro para repor eventuais vacâncias de cargos;

(vi) Apoiar o Presidente do Conselho na organização de um processo formal e periódico de avaliação de desempenho do Conselho e dos Conselheiros, que deverá ser realizado anualmente;

(vii) Garantir a existência, eficácia e implementação de um plano de sucessão de executivos, acompanhando junto ao Comitê de Gente e Remuneração sua execução;

(viii) Opinar sobre a divulgação das práticas de governança da Companhia, inclusive no Formulário de Referência e na Proposta da Administração à Assembleia Geral;

(ix) Opinar sobre a participação de pessoas vinculadas à Companhia como membro de Conselhos de Administração, Comitês de Assessoramento ao Conselho de Administração e Conselhos Fiscais de outras empresas, tanto de capital aberto como fechado; e

(x) Apoiar o Conselho de Administração na avaliação dos candidatos a conselheiros quanto ao seu enquadramento como membro independente.

 

Última atualização em